9.3.06

LIBERDADE CONDICIONAL

Eu quero grades e cadeados. Trancar as portas e janelas. Não deixar brechas. Vou me prender... me tornarei prisioneira e pagarei pelo crime alheio. Vou me afastar das ruas e fugir dos tiros que eu não dei. Vou construir minha fortaleza e não sair de lá. Se quem tira vidas vai para as ruas, tenho que deixá-las para não perder a minha. Se são hediondos e têm direito a liberdade, me guardo no dever de minha prisão. É preciso reintegrar à sociedade, é preciso condições de vida, mas é preciso antes que exista sociedade, que exista vida. É preciso condições mínimas para sobreviver. A Guerra Civil está instaurada, e enquanto a guerra acontece deixamos de lado nossa liberdade, que até hoje sequer encontramos. Não precisamos de "liberdade condicional", precisamos de liberdade integral, liberdade de direitos e deveres, liberdade de vida e de condições decentes para viver, de consciência política e políticos menos "republiqueta de bananas"...
...É preciso respeito humano... Para não ficarmos enjaulados... Para não precisarmos atirar pelas grades e pelos cadeados...

3 comentários:

Mariah Menezes disse...

Como já dizia aquele filósofo: A minha alma esta armada e apontada para a cara do sossego (...) As grades do condomíno são pra trazer proteção, mas também trazem a vida se é vc quem está nessa prisão...
Bom, nem dá mais pra falar nada depois de ler o que li agora!! Disse tudo... estamos perdendo o direito da liberdade. Nossa guerra civil se tornou a ditadura moderna...
Como vc mesma diz: tá phodááááástico!!
Beijo vizinha!!

Lali disse...

é amiga... realmente estamos quase em um estado de guerra Hobbesiano... é muito triste (sempre entro em crise) não poder ajudar ninguem porque temos medo deles, chegamos a er medo de criançdas, e as vezes quando ajudamos, acabamos sendo passados para trás. Ontem fui no girafas e um menininho me pediu um prato de comida, fui ajudar, e ele mandou colocr batata frita, que é mais caro.. não é o fato da batata, mas o fato de ter sido enganada, pq ele não me pediu... ou então fechamos os vidros do carro uns por negligencia e comodismo, mas outros por medo, por traumas... é horrível essa realidade, onde o medo gera um abismo entre sociedade e excluídos, e essa construção excluindo-os da sociedade é proposital da minha parte, pq é a realidade! NOssa sociedade não inclui os marginalizados, e nem a deles a nossa.... "Abra o vidro do seu coração, o amor gera atitude, comece a agir, chega de falar, só com palavras não se pode mudar!"
Assista "O jardineiro fiel" vc vai amar!!
te amo amigaaaa
bjs

Marcia Domingues disse...

É as meninas aí de cima já falaram tudo! Concordo com as palavras, ponto e virgula!
Liberdade, liberdade, liberdade JÁ
Beijos